Início / Geografia / Os Sistemas Capitalista e Socialista

Os Sistemas Capitalista e Socialista

1) Os Sistemas Capitalista e Socialista: (IFSUL/2015) “O mundo dos homens é cada vez mais o mundo da mercadoria e do que é possível comprar. A relação das pessoas – mediada pelo dinheiro – passa pela relação das coisas. ‘Me perdoe a pressa, é a alma dos nossos negócios’ ou ainda ‘Tudo bem, eu vou indo correndo pegar meu lugar no futuro’. Essas metáforas expressam de forma clara o fato de que a relação entre as pessoas na metrópole é mediada pela

mercadoria, pelo dinheiro.”

CARLOS, A. F. A. A cidade. São Paulo: Contexto, 2011, p. 19.

 

O texto retrata a economia de mercado – que constitui uma importante característica do sistema socioeconômico global intitulado de:

a) socialismo. c) capitalismo.

b) feudalismo. d) anarquismo.

 

 

2) Os Sistemas Capitalista e Socialista: (Unesp/2014) O processo de mundialização do sistema capitalista sempre esteve apoiado na difusão de políticas econômicas e na constituição de determinadas lógicas geopolíticas e geoeconômicas de organização  do espaço mundial. Constituem-se em política econômica e em lógica capitalista de ordenamento do espaço mundial no período atual:

a) o keynesianismo e o colonialismo.

b) o desenvolvimentismo e o neocolonialismo.

c) o neoliberalismo e a globalização.

d) o mercantilismo e a descolonização.

e) o liberalismo e o imperialismo.

 

 

3) (IFSUL/2011) O capitalismo evoluiu no que se refere ao sistema econômico, apresentando mudanças na maneira de organizar a economia e a sociedade e interferindo na divisão internacional do trabalho, de acordo com cada momento histórico. Contudo, alguns aspectos fundamentais caracterizaram o capitalismo desde suas etapas iniciais. São eles:

a) economia de mercado, socialização dos meios de produção

e planejamento estatal centralizado.

b) sociedade sem divisão de classes, economia planificada e socialização dos meios de produção.

c) sociedade dividida em classes, predomínio da propriedade privada, busca do lucro e acumulação de capital.

d) predomínio da propriedade privada, sociedade sem divisão de classes e economia de mercado.

 

 

4) Os Sistemas Capitalista e Socialista: (Imed/2015) São características a serem reconhecidas no modo de produção capitalista:

I. Economia planificada.

II. Obtenção de lucro.

III. Propriedade privada.

IV. Lei da oferta e da procura.

Quais estão corretas?

a) Apenas I e II. d) Apenas II, III e IV.

b) Apenas III e IV. e) I, II, III e IV.

c) Apenas I, II e III.

 

 

5) Os Sistemas Capitalista e Socialista: (UFRN/2011) As ideias de diversas correntes marxistas deram as bases teóricas das grandes revoluções políticas no século XX: a Revolução Russa de 1917, a Revolução Chinesa de 1949 e a Revolução Cubana de 1959. Nos três exemplos citados, a inspiração marxista pode ser identificada:

a) no Anarquismo, que propunha a destruição da propriedade privada e a abolição das hierarquias dentro do Estado, e que serviu de base norteadora para essas revoluções.

b) no combate ao Capitalismo, visando à formação de um mundo novo, que aboliria a desigualdade social e integraria o proletariado no cenário da política.

c) na forte vinculação existente entre as propostas dos revolucionários e aquelas defendidas pelo Liberalismo, sobretudo a defesa dos interesses dos trabalhadores.

d) na condução do processo revolucionário por um conjunto de partidos políticos defensores do Socialismo, sob lideranças camponesas, mas com frágil repercussão no proletariado.

 

Exercícios de Geografia sobre Coordenadas Geográficas.

 

6) Os Sistemas Capitalista e Socialista: (UPE/2015) A partir do século XIII, na Europa Ocidental, o mundo feudal foi sendo gradativamente substituído pelo modo de produção capitalista, cujo processo de desenvolvimento foi lento e ocorreu de maneira diferenciada, nas diversas regiões do planeta.

(TERRA, Lygia; COELHO, Marcos de Amorim. Geografia Geral – O Espaço Natural e Socioeconômico)

 

Com base nessa leitura e considerando-se outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que:

a) um conjunto de fatores possibilitou o surgimento do Capitalismo, que é um sistema econômico regulado pelo mercado e fundamentado na propriedade privada.

b) o comércio criou para a nova classe social surgida nas cidades, a burguesia, que passou a controlar o crescimento econômico.

c) na fase do Capitalismo Financeiro, que ocorreu no século XVIII, especialmente na Inglaterra e na Alemanha, a principal prática econômica foi o mercantilismo.

d) no início do século XX, a livre concorrência ficou em segundo plano, e o Capitalismo se transformou num sistema mais monopolista e menos competitivo.

e) o Capitalismo produziu um novo espaço geoeconômico, ou seja, um espaço da produção industrial, agrícola, pecuária e extrativa.

 

 

7) (Enem/2015) O principal articulador do atual modelo econômico chinês argumenta que o mercado é só um instrumento econômico, que se emprega de forma indistinta tanto no capitalismo como no socialismo. Porém os próprios chineses já estão sentindo, na sua sociedade, o seu real significado: o mercado não é algo neutro, ou um instrumental técnico que possibilita à sociedade utilizá-lo para a construção e edifcação do socialismo. Ele é, ao contrário do que diz o articulador, um instrumento do capitalismo e é inerente à sua estrutura como modo de produção. A sua utilização está levando a uma polarização da sociedade chinesa.

OLIVEIRA, A. A Revolução Chinesa. Caros amigos, 31 jan. 2011 (adaptado).

 

No texto, as reformas econômicas ocorridas na China são colocadas como antagônicas à construção de um país socialista. Nesse contexto, a característica fundamental do socialismo, à qual o modelo econômico chinês atual se contrapõe é aa) desestatização da economia.

b) instauração de um partido único.

c) manutenção da livre concorrência.

d) formação de sindicatos trabalhistas.

e) extinção gradual das classes sociais.

 

 

8) Os Sistemas Capitalista e Socialista: (UPE/2013) O contrato social entre capital e trabalho, que fundamentou a estabilidade do modelo Keynesiano de crescimento capitalista, passou por um processo de reestruturação que defne, atualmente, o capitalismo global. As afirmações a seguir contribuem para entender esse contexto, EXCETO a que se encontra na alternativa

a) Houve um aprofundamento da lógica capitalista de busca de lucro nas relações capital/trabalho por meio da transformação organizacional, com enfoque na flexibilidade.

b) A produtividade do trabalho e do capital aumentou consideravelmente com a velocidade e a eficiência da reestruturação, sob o comando da nova tecnologia da informação.

c) A produção, a circulação e os mercados foram globalizados, aproveitando a oportunidade das condições mais vantajosas para a realização de lucros em todos os lugares.

d) O apoio estatal foi direcionado para ganhos de produtividade e competitividade das economias nacionais, muitas vezes em detrimento da proteção social.

e) O informacionalismo foi dissociado da expansão e do rejuvenescimento do capitalismo e substituído pelo industrialismo nas regiões e sociedades de todo o mundo.

 

 

9) (UEM/2012) Considere os textos a seguir:

TEXTO 1: Protesto contra Wall Street chega a mais cidades americanas

“‘Estamos incentivando outras cidades do país e do mundo. É um problema global, temos que fazer barulho’, disse Tony Rodriguez, 25, deitado numa tenda em frente à prefeitura de Los Angeles. No sábado, 4.000 pessoas, segundo os organizadores, participaram de uma caminhada até o local, com cartazes que pediam mais emprego e justiça para os crimes financeiros de Wall Street.”

(Disponível em http://acervo.folha.com.br/fsp/2011/10/04. Acesso em 19/4/2012)

 

TEXTO 2: Manifestações espalham-se por 82 países

“Roma registrou os maiores protestos contra o capitalismo, com 200 mil presentes, e houve confrontos com a polícia.”

(Disponível em http://acervo.folha.com.br/fsp/2011/10/16. Acesso em 19/4/2012)

 

Sobre a crise norte-americana referida nos textos, e sobre suas repercussões globais, assinale o que for correto.

(01) Em uma economia planificada como a norte-americana, houve protestos devido a um intenso fluxo de imigrantes desempregados, gerando grandes impactos sociais no país.

(02) A ampliação dos fluxos de capitais e a falta de controle estatal sobre o mercado, especialmente financeiro, sobretudo nos Estados Unidos, um país de forte tradição liberal, acabaram levando a uma grave crise  econômica, repercutindo em escala global.

(04) Os setores sociais, mesmo em países desenvolvidos, protestam contra o desemprego ocasionado por crises econômico-financeiras e medidas neoliberais de uma Economia de Mercado.

(08) A fase do capitalismo financeiro caracteriza-se, também, pelo capital especulativo aplicado nas bolsas de valores, em busca de lucros mais rápidos. O capital especulativo, diferente do capital produtivo, não gera empregos. Essas transações financeiras levam muitas vezes a crises econômicas globais.

(16) A crise acima referida é idêntica àquela decorrente da quebra da Bolsa de Nova York de 1929, com a diferença de que, nesta última, não houve qualquer consequência para o Brasil.

 

 

10) Os Sistemas Capitalista e Socialista: (Mackenzie/2012) “Para funcionar, o mercado precisa realmente de um agente catalizador, que é invisível, que é a confança. Sem esse agente, o mercado não funciona. Durante esses anos todos, os governos foram permitindo que a imaginação ampliasse os negócios, que se criassem derivativos, se criassem novas instituições. Em algum momento, ocorreu um problema, que foi a crise do subprime. Na verdade, essa crise era uma coisa restrita, inicialmente.”

(…)

“Sobre isso não há dúvida. O mais grave, no entanto, é que ele (o Fed) continuou com a ideia de que não precisava regular, de que os agentes do mercado teriam aquilo que Adam smith (economista inglês do século 18) chamou de o observador imparcial. Ou seja, acreditaram na hipótese de que os agentes não fariam sacanagem nenhuma. Mas ficou visível que esse mercado, com essa imaginação e com os incentivos perversos que ele estabeleceu, como aquele sistema de bônus absurdo, construiu isso que está aí. Em minha opinião, o Fed errou duas vezes. Errou porque manteve a taxa de juros muito baixa durante muito tempo. Ela foi permissiva, foi laxista e permitiu que tudo isso acontecesse. O mais grave, no entanto, é que não houve o menor controle da qualidade das operações.”

Delfm Neto

No trecho da entrevista acima, a respeito da crise financeira de 2008, é correto afirmar que o economista Delfim Neto

a) indica a liberdade irrestrita dos agentes financeiros como a solução para os problemas que dela resultaram.

b) aponta que o problema central da crise foi o excesso de regulação das atividades financeiras e o desvio dos governos em relação às práticas neoliberais.

c) entende que o problema se restringia ao subprime, pois os agentes econômicos se autorregulariam.

d) acredita que a falta de confiança, ou seja, uma crise de crédito foi o fator preponderante da crise deflagrada com o problema do subprime.

e) critica as práticas socialistas de controle e defende explicitamente a ampla liberdade dos agentes financeiros.

 

🔵 >>> Veja também a nossa lista completa de Questões sobre Geografia.

 

Gabarito com as respostas das atividades de geografia sobre Os Sistemas Capitalista e Socialista:

1) c; 2) c; 3) c; 4) d; 5) b; 6) c; 7) e; 8) e;

9) 02 + 04 + 08 = 14;

10) d

Veja também:

simulado com questões de geografia sobre A Logística do Transporte no Brasil para enem e vestibular

A Logística do Transporte no Brasil Exercícios

1) A Logística do Transporte no Brasil: (Sabin-SP) A expansão do cultivo da soja nas …

atividades e questões de geografia sobre A Industrialização Brasileira

A Industrialização Brasileira Simulado com Gabarito

1) A Industrialização Brasileira: (FGV-SP) http://www.crmariocovas.sp.gov.br/exp_I.php?t=040 https://pt.wikipedia.org/wiki/Economia_da_cidade_de_S%C3% A3o_Paulo#/media/File:Sao_Paulo_Stock_Exchange.jpg As duas fotos retratam cenas da vida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.