Início / História / Colonização Europeia na América Exercícios

Colonização Europeia na América Exercícios

1. Colonização Europeia na América: (UERJ) Na realidade, nem toda a colonização se desenrola dentro das travas do Sistema Colonial. Os sistemas nunca se apresentam, historicamente, em estado puro. (…) A colonização da Nova Inglaterra se deu fora dos mecanismos defnidores do sistema colonial mercantilista, e (…) fatores específcos (…) deram origem a essa forma de expansão ultramarina: colônias de povoamento  (…). A categoria de colônias que se lhe contrapõe é a de colônias de exploração.
(NOVAIS, Fernando A. Portugal e Brasil na Crise do Antigo Sistema Colonial (1777-1808). São Paulo: Hucitec, 1981. Adaptado.)

Considere a Nova Inglaterra como exemplo de colônia de povoamento e a América Portuguesa como exemplo de colônia de exploração. Cite, para cada uma delas, o tipo de propriedade predominante e a principal relação de trabalho.

 


2. (Cesgranrio) “(…) Em 1781, Tupac Amaru sitiou Cuzco. Este cacique mestiço, descendente direto de imperadores incas, encabeçou o movimento messiânico
e revolucionário de maior envergadura. A grande rebelião estourou na Província de Tinta (…) A Província de Tinta estava ficando despovoada por causa do serviço obrigatório nos socavões de prata da montanha.”
(GALEANO, Eduardo. As Veias Abertas da América Latina. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978, 5o. ed. p 55/56.)

Sobre a colonização europeia na América e seus reflexos, não se pode afirmar que a(o):
a) população descendente dos nativos, ainda hoje, na região citada no texto, se mantém dependente das classes privilegiadas, que dominam o Estado e a economia.
b) elite econômica da colônia – os
criollos – foi a responsável pela independência da América espanhola, apesar da eclosão de movimentos populares.
c) libertação social e política da população haitiana, primeira e única deste gênero na América Latina, foi fruto da ação de Tupac Amaru.
d) exploração do trabalho indígena nas minas – a mita – provocou reações como a que está citada no texto.
e) movimento popular e camponês liderado por Tupac Amaru fracassou, entre outros motivos, pela falta de apoio das elites coloniais.

 

3.  Colonização Europeia na América: (Unirio) “Nos anos 1575-1600, Potosi produziu talvez a metade de toda a prata hispano-americana. Tal profusão de prata não teria vindo à tona sem a concomitante abundância de mercúrio de Huancavélica, que naqueles mesmos anos estava também produzindo como nunca havia feito. Outro estimulante para Potosi foi claramente a mão-de-obra barata e abundante fornecida através da mita de Toledo”.
(LESLIE BETHELL. (org.) História da América Latina: A América Latina Colonial, v. 2: São Paulo: Editora da USP: Brasília: Fundação Alexandre
Gusmão, 1999, p.141.)
A descrição anterior reflete o caráter da exploração da mão-de-obra indígena na manutenção da produção econômica colonial, sob o regime da mita, instaurada
pelo vice-rei Francisco de Toledo. Podemos definir essa forma de exploração do trabalho como:
a) escravo, decorrente do recrutamento de grupos indígenas que pagavam tributos coletivamente, ficando sob a guarda do colonizador que se encarregava da obrigação de instruí-los na fé católica.
b) forçado, de origem incaica, funcionando através de recrutamento por sorteio em suas comunidades e direcionado especialmente para as atividades intensificadas na mineração.
c) servil indígena, hereditário, oferecendo à Coroa espanhola impostos em troca de benefícios individuais, tais como concessão de títulos de nobreza e doação de terras para a agricultura.
d) individual e vitalício, recrutado mediante especialização e capacitação, produzindo uma elite trabalhadora altamente remunerada e distanciada da maioria dos outros trabalhadores locais.
e) trabalho livre e voluntário, adotado pela Coroa espanhola para mobilizar grandes contingentes de desempregados que se associaram aos espanhóis e, com o passar dos anos, os sucederam como dirigentes.

 


4. (UFF) Durante o Renascimento, o mundo ibérico caracterizou-se por sua política de descobrimentos e de colonização do Novo Mundo.
Sobre as relações coloniais na área de expansão espanhola no Novo Mundo, afirma-se:
I. A Casa de
Contratación era uma entidade com sede em Sevilha que se encarregava de organizar o comércio na América e cobrar a parte real nas transações com metais preciosos (o quinto).
II. O domínio espanhol sobre Portugal foi parte da política expansionista de Felipe II.
III. A criação dos vice-reinos teve como um dos objetivos manter os colonizadores sob a direção metropolitana.
IV. A enorme extensão dos domínios da Espanha na América e a força dos interesses particulares dos colonos prejudicaram a política descentralizadora de Castela.
As afirmativas que estão corretas são as indicadas por:
a) I, II e III
b) I e III
c) I, III e IV
d) I e IV
e) II, III e IV

 

5.  Colonização Europeia na América: (UFRRJ)
1785
Cidade do México
Sobre a Literatura de Ficção na Época Colonial
O vice-rei do México, Matias de Gálvez, assina um novo
decreto a favor dos trabalhadores índios. Receberão os
índios salário justo; bons alimentos e assistência médica;
e terão duas horas de descanso, ao meio dia, e poderão
mudar de patrão quando quiserem.”
(GALEANO, Eduardo. As Caras e as máscaras. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985, p.107.)


O autor procura ironizar com o título dado ao texto às práticas desenvolvidas pelos espanhóis na América, já que: 7

a) os indígenas trabalhavam legalmente como escravos dos espanhóis sendo falsa a ideia de “salário justo” e “boas condições de vida e trabalho”.
b) apesar das várias legislações sobre o assunto, ocorria, na prática, uma superexploração do trabalho indígena sob os regimes da mita ou da encomienda.
c) a situação dos indígenas americanos era, na época, bem melhor do que propunha o decreto do vice-rei do México pela pressão exercida a favor deles pela igreja católica.
d) os indígenas não podiam nunca mudar de patrão pois este sempre fora o rei da Espanha, que não abria mão dessas prerrogativas.
e) o decreto não tinha razão de ser, pois os indígenas mexicanos tinham sido completamente dizimados pela conquista e pelo trabalho de exploração mineral no século XVI.

 

Formação dos Estados Nacionais e do Absolutismo Exercícios.


6.  Colonização Europeia na América: (Fuvest) “Deus castigou esta terra com dez pragas muito cruéis por causa da dureza e obstinação de seus moradores […]. A primeira dessas pragas foi que, num
dos navios, veio um negro atacado de varíola, uma doença que nunca tinha sido vista nessa terra.”
(Motolinía. Memórias das coisas da Nova Espanha.)


A respeito desse relato do franciscano Motolinía, sobre a conquista da cidade do México pelos espanhóis, em 1520, pode-se concluir que:
a) os religiosos europeus justificavam a conquista das populações indígenas por serem geneticamente frágeis.
b) os povos indígenas adotavam táticas cruéis de guerra que incluíam a disseminação de epidemias entre os conquistadores.
c) os aztecas foram dominados pelos espanhóis por meio de uma estratégia que evitou a guerra, mas disseminou epidemias mortíferas.
d) as epidemias tornaram-se uma forma eficiente de dominação empregada pelos europeus na conquista das terras indígenas.
e) as epidemias originárias da África dizimaram parte  do exército dos conquistadores espanhóis e dos indígenas mexicanos.

 

7.  Colonização Europeia na América: (Unicamp) Os primeiros escravos negros chegaram ao Novo Mundo bem no início do século XVI. Por três séculos e meio as principais potências marítimas  competiram entre si em torno do lucrativo tráfico de escravos, que levou aproximadamente dez milhões de africanos para as Américas.
(DAVIS, David Brion. O problema da escravidão na cultura ocidental. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001, p. 24. Adaptado.)
a) Cite uma das principais potências europeias que traficava escravos nos séculos XVII e XVIII.
b) Caracterize o comércio triangular entre Europa, África e América neste período.
c) Quais as consequências, para a África, do tráfico negreiro?

 


8. (Unicamp) “Na América do Sul, o que impressiona é a diferença essencial que existe entre a colonização espanhola e a portuguesa. Desde o início, a Coroa de Castela encoraja a imigração de mulheres que, com suas criadas, contribuem para a expansão da civilização espanhola na América. As leis de sucessão dão-lhes direito à herança, o que aumenta sua autoridade quando são filhas únicas. Os casamentos inter-raciais são raros e a preocupação com a ‘limpeza de sangue’ é fundamental, inclusive para o acesso aos mais altos cargos.”
(FERRO, Marc. História das Colonizações: das conquistas às independências – séculos XVIII a XX. São Paulo: Cia. das Letras, 1996, p. 135. Adaptado.)
a) De acordo com o texto, qual o papel da mulher na colonização espanhola?
b) O que foi a política de “limpeza de sangue”?
c) Por que os criollos foram importantes no processo de Independência?

 


9.  Colonização Europeia na América: (UFMG) A Espanha, ao conquistar e colonizar vastas regiões do continente americano, implementou, nas colônias, algumas instituições. Entre essas  instituições, incluíam-se:
a) escolas primárias, que foram implantadas pela Coroa com o objetivo de conter o avanço da Igreja sobre as instituições educativas.

b) missões jesuíticas, que foram implementadas, no final do período colonial, como última tentativa para evangelizar os índios guaranis.
c) órgãos da Inquisição, que foram criados nas colônias, visando difundir o pensamento da Ilustração.

d) universidades, que foram fundadas e mantidas por ordens religiosas nas mais importantes cidades coloniais.

 


10.  Colonização Europeia na América: (UFV) O processo de colonização inglesa na América instituiu, nas treze colônias, perceptíveis diferenças entre as do norte e as do sul. Elenque as diferenças entre elas no que se refere às relações de trabalho e à produção agrícola.

 

🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.

 

Gabarito com as respostas dos exercícios de História Mundial sobre a  Colonização Europeia na América:

1. Tipo de propriedade predominante:
Nova Inglaterra: pequena e média propriedade.
América portuguesa: grande propriedade.
Principal relação de trabalho:
Nova Inglaterra: livre, servidão por contrato.
América portuguesa: escrava.


2. C
3. B
4. A

5. B
6. D
7.
a) Inglaterra.
b) Transporte de algodão em fibra, das colônias inglesas de exploração para a Inglaterra; remessa de tecidos de algodão ingleses para escambo de escravos na África; e transporte de escravos africanos para as colônias norte-americanas de exploração.
c) Emigração forçada de milhões de africanos e inserção da África no quadro do Capitalismo comercial durante a Idade Moderna.


8. a) Contribuir para a preservação etnocultural da elite colonizadora, assegurando a existência de famílias criollas de pura ascendência espanhola.
b) Uma política que favoreceu a realização de casamentos entre espanhóis ou hispano-descendentes, dificultando os casamentos interétnicos, que poderiam provocar a inclusão, na camada dominante, de elementos considerados indesejáveis ou nocivos.
c) Formando a elite socioeconômica das colônias espanholas, lideraram o processo de Independência das mesmas.


9. D

10. Nas colônias de povoamento ao Norte, a produção agrícola estruturou-se nas pequenas (farm) e médias  propriedades orientadas para a policultura e que empregavam a mão-de-obra familiar, a livre e assalariada e, em alguns casos, a servidão por contrato (indentured servants). Já nas Colônias de Exploração do Sul, prevalecia a estrutura de plantations, latifúndios monocultores, cuja produção destinava-se à exportação, e que empregavam a mão-de-obra escrava africana.

Veja também:

Crise Capitalista e o Nazi-Fascismo exercícios e questões com gabarito

A Crise Capitalista e o Nazi-Fascismo Atividades

1) Crise Capitalista e o Nazi-Fascismo: (UERJ/2014) A liberdade política é esta tranquilidade de espírito …

questoes de história sobre a Nova República Brasileira

A Nova República Brasileira Exercícios

1) Nova República Brasileira: (UFF/2004) O ano de 1985 foi o marco inaugural da chamada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.